Afroempreendedoras de Macapá levam artesanato e comidas típicas para o ‘Arraiá du Mercado Centrá’

Programação inicia nesta sexta-feira (24); Improir terá 45 trabalhadoras participando.

Artigos de decoração, bonecas de pano, acessórios e as comidas típicas das festas juninas vão estar presente no primeiro “Arraiá du Mercado Centrá”, promovido pela Prefeitura de Macapá. A programação inicia nesta sexta-feira (24), a partir das 17h.

O Instituto Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Improir) levará 45 afroempreendedoras para os três dias de evento. Elas farão parte do Feirão Povo, especial junino.

Haverá comercialização de produtos com grafismos africanos, acessórios, chaveiros, brincos, colares, indumentárias juninas e de marabaixo com estampas afro, bonecas africanas e artesanato, além da gastronomia com pratos como vatapá, tacacá, maçã do amor, e outras iguarias.

Haverá ainda 48 empreendedores que já atuam no Mercado Central, 35 ambulantes que comercializarão batata frita, churros, salgados, espetinho, pipoca, bebidas, e mais 10 brinquedos entre pula-pula, escorrega e outros.

A expectativa do 1º Arraiá du Mercado Centrá é movimentar de R$ 80 a R$ 100 mil, recebendo um público estimado de 5 mil pessoas por dia.

Arraial terá comidas típicas do mês junino | Foto: Alexssandro Lima/PMM

 

A programação conta com a participação de 19 grupos de quadrilhas juninas, divididas entre os segmentos tradicionais e estilizadas, apresentações de escolas municipais e do grupo junino formado por servidores municipais.

A diretora-presidente do Improir, Maria Carolina Monteiro, diz que o evento vai ajudar na renda das empreendedoras.

“A pandemia da Covid-19 parou por dois anos as festividades juninas em Macapá, mas agora, o momento é de aproveitar a retomada dessas programações que a Prefeitura de Macapá vem realizando, pois é importante para as nossas afroempreendedoras. Vai contribuir muito na renda de cada uma delas”, reforçou.

O evento é organizado pela Fundação Municipal de Cultura (Fumcult) e conta com a parceria do Instituto Municipal do Turismo (MacapaTur), Guarda Civil Municipal, Companhia de Trânsito e Transporte (CTMac) e das secretarias municipais de Agricultura (Semag), do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Inovação (Semtradi), de Desenvolvimento Integrado (Semdi), de Participação e Mobilização Popular (Semmopp) e Improir.

 

Por Alexssandro Lima


O que achou desta notícia?