Chefe Geral da Embrapa Amapá discursa na solenidade de entrega de equipamentos e insumos para projetos de desenvolvimento da agropecuária do Amapá. Foto: Dulcivânia Freitas

Codevasf investe na pesquisa agropecuária do Amapá

A Embrapa receberá equipamentos adquiridos com recursos de emenda do deputado Luiz Carlos.

A Embrapa Amapá receberá da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) duas roçadeiras hidráulicas, dois perfuradores de solos, um caminhão basculante e um caminhão trucado, adquiridos com recursos de emenda parlamentar do deputado federal Luiz Carlos, no valor de R$ 884 mil. Os implementos agrícolas e os veículos serão utilizados, a partir de julho deste ano, nos experimentos da Embrapa e em áreas de produtores conveniados.

O anúncio foi feito pelo diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Moreira, nesta terça-feira, 28/6, em Macapá (AP), durante solenidade de entrega de outros equipamentos ao Governo do Estado e diversas Prefeituras de municípios do Amapá, viabilizados com emendas do senador Davi Alcolumbre e do deputado Luiz Carlos. Os insumos serão utilizados nos arranjos produtivos do açaí (batedeiras e kits de sanitização para garantir um alimento seguro), da piscicultura, do cultivo de mandioca e da pesca. O superintendente regional da Codevasf no Amapá, Hilton Rogério, e prefeitos de vários municípios do Amapá também prestigiaram o evento.   

“A Embrapa é uma grande parceira da Codevasf, a exemplo da unidade Embrapa Pesca e Aquicultura (Palmas/Tocantins), onde compartilhamos estrutura física na atuação conjunta. Temos também Termos de Execução Descentralizada (TED) onde disponibilizamos recursos financeiros para fortalecer a pesquisa agropecuária no Amapá. É uma empresa referência nacional na geração de tecnologias de produção e estamos juntos para realizar a execução buscando o desenvolvimento desta região”, afirmou o presidente da Codevasf.     

O chefe-geral da Embrapa Amapá, Antônio Cláudio Almeida de Carvalho, ressaltou que o apoio da Codevasf é fundamental para executar projetos que visam gerar novas tecnologias e inovação agropecuária no Amapá, além de fortalecer a adoção das tecnologias já existentes em temas prioritários para o setor produtivo do Amapá, como o manejo sanitário em cultivo de peixes; cultivo de camarão-da-Amazônia; manejo e transformação de recursos florestais não-madeireiros (andiroba, copaíba, pracaxi e cipó-titica); manejo e cultivo de açaí; e cultivo de mandioca, uma das culturas agrícolas mais relevantes na agricultura familiar do Amapá. Acompanharam o chefe-geral no evento, a chefe adjunta de Pesquisa, Cristiane Ramos de Jesus, e o pesquisador Adilson Lima.       

O deputado Luiz Carlos relembrou as visitas in loco feitas ao campo experimental da Embrapa, para aperfeiçoar seu conhecimento sobre sistemas de produção agrícola.  “Dividimos por diversas vezes anseios e planos para o desenvolvimento do meio rural. Foi a partir da Embrapa que começamos a incluir no nosso trabalho as propostas para enfrentarmos os desafios da produção de açaí, da mandiocultura, da produção de peixe e de camarão, isso tudo com base científica. E agora temos um braço de investimentos que é a Codevasf, o que facilita para tirarmos do papel tantas soluções resultantes de pesquisas. Tenho certeza que estamos diante de uma nova realidade no Amapá”.    

O papel da Embrapa no desenvolvimento do estado também foi mencionado pelo senador Davi Alcolumbre. “A gente sabe a importância da Embrapa, é uma empresa reconhecida mundialmente como uma das maiores empresas de desenvolvimento de ciência e tecnologia do setor produtivo. E agora temos duas empresas do governo federal no Amapá trabalhando alinhadas e isso vai fazer a diferença, por meio do conhecimento e da expertise das equipes técnicas”. Alcolumbre enfatizou a agilidade e eficiência técnica na execução de projetos que resultem em benefícios diretos aos produtores, a exemplo das parcerias que vêm sendo implementadas com a Codevasf para capacitar agricultores, batedores de açaí e piscicultores. “A tecnologia agropecuária gerada no Brasil é extraordinária, hoje o agronegócio e a agricultura familiar são responsáveis por sustentar a economia do nosso país, e a gente sabe que não fosse o conhecimento de homens e mulheres da Embrapa, nosso país não chegaria a ser um celeiro de produção agrícola do planeta”, acrescentou o senador.       

Codevasf no Amapá

Este investimento da Codevasf na Embrapa Amapá resulta de alinhamento para definir estratégias de pesquisas e de transferência de tecnologias para o desenvolvimento sustentável do setor agropecuário do estado. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), empresa pública federal vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional, teve seu território de atuação estendido ao Amapá a partir de abril de 2021, por meio da Lei 14.503/2020, de autoria do senador Davi Alcolumbre.

 

Dulcivânia Freitas (DRT-PB 1.063/96)


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos