Campina de São Benedito. Foto: ONG Vaga Lume

Biblioteca comunitária de São Benedito/AP ganha sede própria com atuação da ONG Vaga Lume

Após 12 anos de atuação da ONG Vaga Lume, a comunidade ganhou um novo espaço para a prática da leitura. Um projeto da instituição na Amazônia Legal.

A ONG Vaga Lume, que há 20 anos trabalha com gestão de bibliotecas comunitárias em regiões rurais da Amazônia, acaba de dar um grande passo junto à comunidade de Campina de São Benedito, em Macapá, estado do Amapá. A biblioteca Semente Viva ganhou nova sede após 12 anos de atuação e engajamento comunitário.

Inicialmente, as bibliotecas da Vaga Lume são implementadas em espaços que a comunidade já possui, podendo ser, por exemplo, dentro de uma escola pública. Conforme a biblioteca vai se fortalecendo pela gestão comunitária e o empenho dos voluntários, ela ganha um espaço exclusivo, construído para ser a sede própria. A comunidade de São Benedito já havia construído uma primeira unidade com voluntariado e recursos dos próprios comunitários. Agora, com a ajuda da Vaga Lume e do Prêmio Itaú-Unicef, foi possível fazer uma nova sede.

Comunidade Marajó Tefé/AM. Foto: Eny Miranda

“A Vaga Lume veio realmente como uma luz. Desde a chegada dos primeiros livros, há 12 anos, o impacto nas crianças e adolescentes tem sido muito grandes”, diz a educadora Alice Palmerim, que faz parte da biblioteca desde o início.

“No contexto amazônico, a leitura de qualidade se insere como um fator determinante na formação de cidadãos globais. O projeto da Vaga Lume trabalha também o desenvolvimento de competências socioemocionais e incentiva o acolhimento do público juvenil pela biblioteca, comunidade e escola”, diz Lia Jamra Tsukumo, Diretora Executiva da Vaga Lume. 

Das 86 bibliotecas que a Vaga Lume implantou na Amazônia, seis estão em Macapá. Foram 8.671 enviados, 1.531 pessoas impactadas e 257 mediadores de leitura formados. Atualmente o projeto conta com 50 voluntários ativos na região. 

Boca do Mamiraua Tefé. Foto: Eny Miranda

Sobre a Vaga Lume

Criada há 20 anos, a Vaga Lume está presente em 22 municípios da Amazônia Legal, com 86 bibliotecas comunitárias e 5 mil mediadores de leitura formados. O seu propósito é empoderar crianças de comunidades rurais da Amazônia por meio da leitura e da gestão de bibliotecas comunitárias, promovendo intercâmbios culturais com a leitura, a escrita e a oralidade para ajudar a formar pessoas mais engajadas na transformação de suas realidades.

Alguns números da Vaga Lume

+150 mil livros doados desde 2001

+140 mil crianças, jovens e adultos impactados desde 2001

+5 mil mediadores de leitura formados desde 2001

+805 voluntários ativos na Amazônia

Veja fotos

Comunidade Tapiira. Foto: ONG Vaga Lume


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos