Foto: Reprodução

Mais de 18 mil famílias entram no cadastro do Auxílio Brasil no Amapá, totalizando mais de 114 mil beneficiados no estado

Recursos destinados ao Amapá somam mais de R$ 68 milhões em agosto. Em toda Região Norte serão mais de 2,419 milhões de famílias assistidas neste mês

O Amapá foi o terceiro estado da Região Norte com maior número de famílias cadastradas no Auxílio Brasil desde julho. Com a inclusão de 18.732 famílias nas últimas semanas, o estado soma agora 114.986 beneficiados pelo programa.

O valor médio a ser pago no estado em agosto é de R$ 614,61 e os recursos chegarão a lares de todos os 16 municípios amapaenses. O valor do repasse federal para o estado neste mês supera R$ 68,930 milhões.

O Auxílio Brasil agora tem um benefício mínimo de R$ 600 e agosto é o primeiro mês do novo valor do programa. Os pagamentos começaram a ser feitos nesta terça-feira (09) e avançam até o dia 22, de acordo com o Número de Identificação Social (NIS) do beneficiário.

 

Desde julho, mais de 2,2 milhões de famílias foram incluídas no programa. Com isso, o Auxílio Brasil chega a 20,2 milhões de beneficiários em agosto. O valor total dos repasses neste mês ultrapassa R$ 12,144 bilhões e os benefícios serão pagos em todos os 5.570 municípios brasileiros.

Com a inclusão dessas novas famílias, todos aqueles que apresentavam perfil para serem atendidos pelo Auxílio Brasil no Cadastro Único foram contemplados. Desde que começou a ser pago, em novembro de 2021, o programa já transferiu mais de R$ 72,467 bilhões e mais de 7,1 milhões de famílias já foram incluídas no Auxílio Brasil.

Em toda Região Norte, 274.172 novas famílias entraram no cadastro do Auxílio Brasil desde julho. Com inclusões, mais de 2,419 milhões de famílias serão assistidas neste mês no Pará, Amazonas, Tocantins, Acre, Rondônia, Amapá, Roraima. O valor total destinado à Região Norte em agosto supera R$ 1,440 bilhão e os recursos chegarão a todos os 450 municípios dos sete estados.

Demais regiões e estado

A Região Nordeste, com mais 9,423 milhões de famílias, é a que concentra o maior número de beneficiados pelo Auxílio Brasil. Os recursos destinados aos nove estados nordestinos superam os R$ 5,653 bilhões neste mês.

Na sequência aparecem a Região Sudeste, com mais de 5,964 milhões de famílias, a Região Norte (mais de 2,419 milhões assistidas e mais de R$ 1,440 bilhão repassados), a Região Sul (mais de 1,340 milhão famílias e mais de R$ 808,787 milhões) e, por fim, o Centro-Oeste, com mais de 1,053 milhão de famílias e mais de R$ 636,130 milhões transferidos.

Entre os estados, a Bahia, com mais de 2,487 milhões de famílias, lidera o número de beneficiários. Na sequência aparecem São Paulo (mais de 2,449 milhões), Rio de Janeiro (mais de 1,659 milhão) e Pernambuco (mais de 1,619 milhão). Além desses, Minas Gerais, Ceará, Pará e Maranhão são os estados com mais de um milhão de famílias beneficiadas.

Na outra ponta, Roraima é o estado com o menor número de famílias atendidas e o menor valor de repasse: 63.094 e R$ 38,684 milhões, respectivamente. Em seguida aparecem o Amapá – 114.986 e R$ 68,930 milhões – e Rondônia – 116.281 e R$ 69,483 milhões.

Quem tem direito?

O Auxílio Brasil é voltado a famílias em situação de extrema pobreza, situação de pobreza; e também a famílias em regra de emancipação. Em situação de extrema pobreza estão as famílias que possuem renda familiar mensal per capita de até R$ 105,00. Já aquelas em situação de pobreza têm renda familiar mensal per capita entre R$ 105,01 e R$ 210,00.

Como ter acesso ao benefício?

As famílias que preencherem os requisitos para ter acesso ao Auxílio Brasil devem estar inscritas no Cadastro Único (CadÚnico). A inscrição pode ser feita no seguinte endereço eletrônico: https://cadunico.dataprev.gov.br/#/home

Depois de ser incluído no Cadastro Único, o interessado precisa confirmar os dados em uma entrevista presencial que será realizada em um Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) das prefeituras.

Veja fotos



O que achou desta notícia?