Amapaense é eleita a melhor chef de cozinha do Brasil pelo Prêmio Dólmã 2022

Flora Dias concorria na categoria nacional e abocanhou o prêmio apontado como o Oscar da Gastronomia Brasileira. Outros profissionais amapaenses foram premiados.

A culinária amapaense está ganhando mais destaque no cenário nacional. Esta semana, o Amapá sediou três programações gastronômicas brasileiras, entre elas, o Prêmio Nacional Dólmã, que elegeu a conceituada chef Floraci Pacheco Dias como a melhor do país. Além dela, outros amapaenses e empreendimentos do setor gastronômico foram reconhecidos em uma noite de gala, nesta sexta-feira, 12.

As programações gastronômicas nacionais sediadas no Amapá esta semana, além do Dólmã, foram o Festival Enchefs Brasil e o Fórum Brasileiro de Gastronomia. A realização é do Instituto Multidisciplinar de Recife e da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), e o Governo do Estado patrocinou a programação com investimento de R$ 500 mil e apoio com infraestrutura e logística.

O Prêmio Dólmã fechou com chave de ouro a semana da gastronomia no Amapá, com a participação de  750 chefs de todo o Brasil  que concorreram ao ‘Oscar da Gastronomia Brasileira’. As disputas foram nos níveis estadual, regional e nacional com processo de indicação e escolha dos ganhadores de forma  totalmente democrática, com votação pela internet. 

Durante o evento, o governador Waldez Góes enfatizou que é uma honra para o Amapá ser palco do prêmio máximo da gastronomia.

“O prêmio Dólmã percorrer os estados amapaenses na realização de suas edições representa o reencontro permanente da gastronomia brasileira com suas origens. É muito significativo em um momento que vivemos esse processo de retomada pós pandemia, aquecendo os setores turístico e econômico”, disse Góes.

Representatividade

Outros três profissionais amapaenses concorreram a nível estadual, e a chef Geane Gomes foi quem levou o troféu. Geane, que é proprietária do conceituado restaurante 313,  já possui o título de melhor chef de cozinha do estado, alcançado em 2020.

E pela primeira vez, o Amapá será representado nacionalmente no setor. A chefe Floraci Pacheco Dias, mais conhecida como Flora, foi quem abocanhou a estatueta em reconhecimento pelo seu desempenho culinário das iguarias com sabor da Amazônia.

“A gastronomia representa para mim cor, vida, força e liberdade”, disse emocionada a campeã nacional.

Flora tem dois empreendimentos: o Flora Bistrô, no distrito Igarapé da Fortaleza, e o restaurante Flora, localizado no distrito de Matapi. Já recebeu diversas honrarias do setor, entre elas o Diploma Empresa Padrão do Milênio, selecionado pelo “25 Melhores do Brasil” como um dos cinco melhores restaurantes da região norte. 

O troféu foi entregue pelo governador Waldez Góes, que na oportunidade, exaltou o merecido reconhecimento da chefe, que tem na bagagem o segredo culinário de suas raízes, indígena e ribeirinha.  

Capital Brasileira da Gastronomia

Cerca de 6 milhões de olhares estavam voltados para o Amapá esta semana. Esse é o total de profissionais que trabalham no setor gastronômico em todo o país e acompanharam os eventos nacionais que foram sediados em Macapá, que este ano foi escolhida a Capital Brasileira da Gastronomia.

Por Nathacha Dantas


O que achou desta notícia?