Projeto foi apresentado no Mercado Central | Foto: Adevaldo Cunha/PMM

Prefeito de Macapá apresenta projeto arquitetônico da nova orla de Macapá

Novo espaço vai agregar os eixos de cultura, economia, gastronomia, lazer, turismo e sustentabilidade.

ara complementar o projeto municipal “Orla Viva”, que visa fomentar o turismo e a economia criativa, o prefeito de Macapá, Dr. Furlan, apresentou nesta sexta-feira (16), no Mercado Central, o projeto arquitetônico para a nova orla da cidade, que abrange os bairros Santa Inês e Araxá. O novo espaço vai agregar os eixos de cultura, economia, gastronomia, lazer, turismo e sustentabilidade.

“Este projeto vai mudar a cara da nossa cidade. Firmamos hoje o compromisso de executar a obra, e entregar para a comunidade um novo conceito da orla de Macapá. A nossa tradicional Rampa do Açaí vai permanecer, só que será mais estruturada e com melhores condições de trabalho. Vamos ter a orla mais bonita do Brasil”, ressaltou o prefeito de Macapá, Dr. Furlan.

A proposta é baseada principalmente na criação de uma nova área física que pode chegar até a 60 metros para dentro do rio Amazonas. Será criada uma segunda via de tráfego que proporcionará mais fluidez ao trânsito para veículos e as pessoas que vão utilizar o local como passeio.

Dr. Furlan reforçou o compromisso de executar a obra que faz parte do projeto Orla Viva de Macapá | Foto: Adevaldo Cunha/PMM

 

O projeto destaca o arborismo e a contemplação para o rio Amazonas, o maior do mundo. Para dar ao visitante uma nova experiência será construído um mirante com 12 metros de altura, que tem sua base inspirada nos baluartes da Fortaleza de São José de Macapá. A nova orla terá ainda espaços com quadras esportivas, e paisagismo que formará um parque urbano.

A obra será dividida em duas partes, a primeira iniciando no bairro Araxá, onde serão concentradas a maior parte das obras de intervenção, que é o sistema viário, atividades de lazer e diversão. E a segunda será mais próxima a área central, envolvendo a configuração de um ponto dedicado ao comércio, principalmente a alimentação, quiosques e restaurantes.

Arquiteto urbanista, Cláudio Lina, mostrou o projeto que eleva Macapá a cidade sustentável | Foto: Adevaldo Cunha/PMM

 

O projeto foi desenvolvido pelo arquiteto urbanista, Cláudio Lina, que também projetou o Parque Meio do Mundo. O novo conceito de parques urbanos, irá elevar a capital a níveis de grandes cidades sustentáveis, além de potencializar o turismo como condutor de desenvolvimento econômico.

“Consideramos a nova orla de Macapá, o projeto mais importante da cidade. Por causa da sua localização privilegiada e pela modernização dos espaços. Mas também por trazer aos moradores um novo espaço de lazer que se iguala ou até superior a grandes centros urbanos no país”, conta o arquiteto.

Após o processo de licitação, o projeto será realizado pela Secretaria Municipal de Obras (Semob) e custará aproximadamente RS 100 milhões, com investimento do Tesouro Municipal. A previsão é que seja assinada a ordem de serviço no início de 2023. O prazo de conclusão é de 18 meses.

Conheça o projeto arquitetônico da nova orla de Macapá:

Por Narah Pollyne - Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura Urbana


O que achou desta notícia?