TRE-AP prepara as mídias para as eleições 2022

TRE-AP prepara as mídias para as eleições 2022

Mais de 4 mil mídias recebem os dados dos candidatos, seções eleitorais e eleitores

A audiência pública de geração de mídias ocorreu na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, TRE-AP, nesta quinta-feira, 15, com a presença do Vice-presidente e Corregedor Eleitoral, desembargador João Lages, o presidente da Comissão de Geração de Mídias, juiz Matias Pires Neto, o Secretário de Tecnologia da Informação, Emanoel Flexa, representantes do Tribunal de Contas da União, TCU, um representante de partido político, além de servidores do TRE-AP e a imprensa.

A geração de mídias ocorre após a Assinatura Digital e Lacração dos Sistemas Eleitorais, realizada no Tribunal Superior Eleitoral, TSE. Com a conclusão dos julgamentos de todos os processos de registros de candidatura apresentados no TRE-AP, os dados dos candidatos, seções eleitorais e eleitores que estarão presentes no pleito são inseridos nas mídias. Serão 4913 mídias preparadas individualmente pelos técnicos de urna no prazo de dois dias.

Após esse processo, as mídias irão carregar as urnas eletrônicas que serão lacradas e armazenadas em local seguro até as eleições. O vice-presidente do TRE-AP e corregedor eleitoral, desembargador João Lages, destacou a importância do trabalho dos técnicos de urna para essa etapa do preparo das eleições. “Uma eleição envolve vários atore, alguns anônimos fundamentais para fazer acontecer esse processo tão importante”.

A geração de mídias é auditada pelo Tribunal de Contas da União, TCU, que acompanha todos os processos nos dois dias de transferência de dados.


O que achou desta notícia?