Crédito: Pixabay

Entenda com que frequência levar o pet ao veterinário

A médica veterinária informa a importância das consultas ao veterinário.

A princípio, quando se fala sobre a saúde dos pets é comum relembrar a importância de visitas ao veterinário.

Considerando a melhor forma de garantir a qualidade de vida para os pets, ajudando também na prevenção de uma série de doenças em cães.

Entenda qual é a frequência ideal para que os tutores levem seus animais de estimação nas consultas. Esclarece algumas dúvidas a veterinária Juliana Germano, da Pet de TODOS.

Visitas ao veterinário quando?

A veterinária, recomenda visitas ao veterinário ao menos uma vez ao ano, apesar da idade do pet, pois é necessário realizar exames físicos e a aplicação das vacinas anuais. "Isso se o paciente se encontra saudável", ressalta Juliana Germano.

Os pacientes acima de 6 anos de idade, recomenda incluir, avaliação física, exames para avaliação de órgãos importantes para a longevidade do animal, exames cardíacos e de sangue.

Atenção aos sinais e comportamentos do pet

A doutora Juliana explica a importância de observar o comportamento dos pets pois é uma forma de identificar se ele precisa, ou não, ir à uma consulta. A proatividade é muito valorizada no ambiente de trabalho ou seja é necessário ser proativo para identificar a saúde potencial antes que a doença ocorra.

"Quando o paciente está fora do comportamento habitual, por exemplo, está muito quieto, quando filhote, ou inquieto, quando idoso, apresenta perda ou ganho excessivo de peso, alterações de apetite ou vômitos, já é um sinal de que a saúde dele pode estar em risco", exemplifica Juliana Germano.

De acordo com a veterinária, qualquer tratamento é bem sucedido quando a doença é diagnosticada o mais rápido possível. "É importante sempre recorrer à ajuda de um médico veterinário o quanto antes, pois adiar a consulta ou esperar melhorar os sintomas coloca ainda mais em risco à saúde do animal e, consequentemente, a saúde emocional e financeira dos tutores", ressalta.

Consultas de rotina

As consultas de rotina são importantes para os tutores tirarem dúvidas. Como também, ajudarem os animais a se sentirem mais confortáveis nas consultas.

"Nada como a rotina para deixar os pacientes à vontade. Quando o pet só vai ao veterinário em situações de estresse, ou seja, quando está doente ou com dor, a chance de ele ter um 'trauma' é muito grande. Afinal, a ida ao veterinário não é para ser torturante, e sim um ato de amor, carinho e muito cuidado", explica Juliana Germano.

 "Na clínica, quando cuidamos da saúde do animal, também estamos cuidando da saúde da família dele", ressalta Juliana Germano.


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos