PF apreende no Amapá quase R$ 73 mil destinados a compra de votos

Até a tarde deste domingo (1), o balanço da Polícia Federal em apreensões de valores informa que o Estado perde apenas para os estados do Rio de Janeiro e Alagoas.

A Polícia Federal no Amapá, até o momento, 15h de hoje (2), já realizou em seus procedimentos, a apreensão de R$ 72.830,90, que seriam utilizados para a compra de votos.

Em apreensões de valores/bens, o estado do Amapá está atrás apenas dos estados do Rio de Janeiro, R$ 286.436,00 e de Alagoas, R$ 149.751,03.

R$ 5 mil apreendidos no Renascer

A CORE da Polícia Civil prendeu na noite de sábado (1), no bairro Renascer, um homem quando transportava em um carro, mais de 5 mil reais em espécie e diversos santinhos de candidatos ao cargo de deputado federal e deputado estadual.

O indivíduo foi identificado como assessor de um dos candidatos a deputado.

O homem foi conduzido à sede da PF, onde foi realizado o procedimento de flagrante por compra de votos. 

 

R$ 19 mil apreendidos no Jardim Equatorial

A Policia Militar prendeu na madrugada de hoje (2), por volta das 4h, no bairro Jardim Equatorial, um homem (53 anos) autônomo, quando transportava em uma moto, mais de 19 mil reais reais em espécie e anotações referente a um candidato ao cargo de deputado estadual.

O dinheiro estava escondido na lateral de uma bolsa utilizada para o transporte de alimentos, com propaganda de aplicativo de entrega delivery.

O homem foi conduzido à sede da PF, onde foi realizado o procedimento de flagrante por compra de votos.

A pena para o crime de compra de voto pode chegar a 4 anos de reclusão, além do pagamento de multa.

Caso se comprove o envolvimento dos candidatos, poderá haver a perda do mandato.

 

Veja mais

Servidor público é preso, com R$ 27 mil e ‘santinhos’, suspeito de compra de votos

Duas pessoas são presas por crime eleitoral em Macapá

Polícia Federal prende em flagrante duas pessoas por compra de votos

 


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos