A importância da Ciência de Dados na era digital


Com a evolução da tecnologia, a Ciência de Dados tem transformado cada vez mais negócios ao redor do mundo. Para compreender a relevância que os especialistas nesta ciência possuem na atualidade, uma pesquisa do Gartner, com mais de 3 mil CIOs, nos mostrou que os executivos de TI consideram o Business Intelligence e sua análise avançada como o principal diferencial de tecnologia para as suas empresas. Essa informação designa como essa especialidade da ciência é indispensável para descobrir padrões e insights por meio de dados brutos na era digital.

A análise desempenhada pela Ciência de Dados possui como praxe extrair insights significativos para os negócios. Segundo um relatório publicado pelo DataReportal, o número de usuários ativos na internet se aproxima da marca de cinco bilhões, isto é, cerca de 63% da população mundial. Considerando que cada uma dessas pessoas produz uma imensa quantidade de dados digitais por dia, o especialista em dados se torna o grande responsável por coletar, filtrar, armazenar e classificar todas essas informações, a fim de tornar possível que elas sejam inteligíveis para as tomadas de decisão do mercado.

Da mesma forma, é possível afirmar que a Ciência de Dados é imprescindível para muitas outras finalidades, como para a Experiência do Consumidor. Considerando que empresas de varejo, ou de qualquer outro segmento, possuem a retenção e a fidelização de clientes como suas principais ambições, tecnologias como a Inteligência Artificial (IA) e o Big Data se tornam essenciais, por utilizarem os dados e insights coletados pelos cientistas para definir perfis mais consistentes e realistas em relação ao público-alvo de um produto ou serviço e, portanto, permitir promover estratégias mais personalizadas aos clientes.

Deste modo, o primeiro passo para se tornar um especialista em dados é, sem dúvidas, estudar abrangente e profundamente os métodos e softwares utilizados na área – especialmente as linguagens de programação. É válido ressaltar que o estudo Data Science Skills, publicado pelo AIM (Analytics India Magazine), relatou que 87% dos profissionais de Ciência de Dados mencionaram que o conhecimento de linguagens de programação, como JavaScript, Phyton e C++, é uma das habilidades mais básicas para iniciar uma carreira em Ciência de Dados.

Por ser uma profissão que requer estudo contínuo, em virtude da rápida evolução da área, não podemos deixar de mencionar a importância do desenvolvimento de habilidades em Matemática e Estatística, além de outras áreas que possuem uma relação direta ou indireta com a Ciência de Dados e, consequentemente, ampliam a gama de possibilidades para a realização de análises, como Recursos Humanos, Finanças, Transportes, Entretenimento e Engenharias.

Com a ascensão do mercado de Big Data e Analytics, a demanda por especialistas do ramo cresce todos os dias em todo o mundo. Na plataforma da Andela, uma rede global de talentos técnicos, os estudantes e profissionais interessados em iniciar uma carreira como especialista em dados ou mesmo em diversos outros cargos e funções no mercado de tecnologia contam com uma plataforma que dispõe de algoritmos orientados por dados para oferecer recomendações de match inteligente de forma instantânea, contribuindo para que os talentos encontrem vagas remotas em empresas de todo o mundo.

Por Michel Amaral, Engineer Manager na Andela.


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos