Foto: PF

PF apreende celular de detento do IAPEN na 3ª fase da Queda da Bastilha

Em continuidade a operação Queda da Bastilha, a Polícia Federal e o GAECO apreendem celular de detento do IAPEN, que mesmo após as operações anteriores, continuou utilizando o aparelho de dentro da instituição para prática de diversos crimes.

Em continuidade à Operação Queda da Bastilha, a Polícia Federal e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público Estadual (GAECO/AP), deflagraram nesta segunda-feira (3), a 3ª fase da Operação, que visa reprimir uma organização criminosa estruturada, com atuação dentro e fora do Instituto de Administração Penitenciária – IAPEN, responsável por diversos crimes como tráfico de drogas, associação para o tráfico, falsidade ideológica, prevaricação, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

Os policiais federais e o GAECO deram cumprimento a um mandado de busca e apreensão no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá – IAPEN, em desfavor de um detento.

Após a deflagração da 1ª e 2ª fase, a PF e o GAECO identificaram que um dos investigados, apesar de preso, continuou utilizando aparelho celular dentro do presídio para a prática de diversos crimes. Os órgãos apuram a participação dele em diversos crimes investigados nas outras fases.

*Queda da Bastilha: Foi o assalto popular à Bastilha, antiga prisão símbolo da opressão do Antigo Regime francês. A tomada dessa prisão foi consequência da tensão popular provocada pela crise econômica e política que a França enfrentava no final do século XVIII.


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos