Foto: Maksuel Martins/Secom

Após concessão do setor elétrico, nova subestação vai gerar mais segurança energética na Região Metropolitana de Macapá

Capacidade da estrutura será ampliada para 53,2 MVA, levando mais qualidade na distribuição de energia elétrica aos consumidores.

Após o Governo do Amapá consolidar a concessão do setor elétrico, mais um passo foi dado na direção de proporcionar maior segurança energética aos amapaenses. A CEA Equatorial lançou nesta quarta-feira, 9, a obra de modernização da Subestação São José, que terá a potência ampliada para 53,2 MVA, gerando maior qualidade na distribuição de energia a mais de 91 mil consumidores de Macapá e Santana.

A concessionária investe R$20,65 milhões na intervenção, que faz parte da estratégia do plano de investimentos para a Região Metropolitana de Macapá. Ainda em outubro, a empresa ampliou a capacidade da Subestação Santana de 20 para 56 MVA, aumentando o alcance de pessoas atendidas no município.

No lançamento das obras da Subestação São José, o governador, Waldez Góes, reforçou que os investimentos também trazem reflexo na economia, resultando em mais emprego e renda.

“Essa obra vai trazer mais segurança energética para todos os consumidores, seja para o consumidor comum, o industrial ou o comerciante. Isso demonstra claramente a assertiva da nossa decisão de consolidar a concessão do serviço de distribuição de energia, que também trouxe mais geração de emprego e desenvolvimento”, evidenciou Góes.

As obras na subestação consistem na implantação de sete novos alimentadores, além da construção de cinco quilômetros de rede.

O presidente da CEA Equatorial comentou que os trabalhos iniciam em dezembro com previsão de entrega do serviço pela empresa responsável para abril de 2023.

“É um investimento que vai permitir melhor qualidade e confiabilidade na energia distribuída para toda essa região”, comentou Dantas.

Nova Economia

As estratégias de concessão da distribuição de energia, de saneamento e de resíduos solídos fazem parte do Plano da Nova Economia do Amapá, com a previsão de geração de mais emprego e renda, respeitando o meio ambiente e oportunizando a qualidade de vida à população.

 

Por: Sávio Almeida


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos