Acesso a linha de crédito possibilita capacitação e desenvolvimento de competências empreendedoras às mulheres paraenses (Foto: Divulgação / Banco de Imagens)

Microempreendedoras do PA são premiadas após parceria entre governo federal e Banco da Amazônia

Linha de crédito de R$ 42 milhões foi disponibilizada para 11,8 mil mulheres no âmbito do projeto Qualifica Mulher, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH)

O Prêmio de Empreendedorismo Feminino foi entregue a três microempreendedoras do estado do Pará (PA). As homenageadas têm acesso a linha de crédito de R$ 42 milhões, que foram disponibilizadas para 11,8 mil mulheres no âmbito do projeto Qualifica Mulher, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), em parceria com o Banco da Amazônia (Basa). Realizada na sede da instituição financeira, em Belém (PA), na última quinta-feira (17), a solenidade celebrou também os 15 anos do Programa Amazônia Florescer, voltado ao microcrédito produtivo e orientado.

As ações resultam de acordo de cooperação técnica (ACT) assinado entre o MMFDH e o Basa em junho deste ano. O objetivo consiste em disponibilizar linha de crédito para mulheres nano e microempreendedoras que buscam capacitação e desenvolvimento de competências empreendedoras, no escopo do Qualifica Mulher, e a execução de ações do projeto Salve uma Mulher, voltadas para conscientização e sensibilização sistemática em prol do enfrentamento à violência contra as mulheres.

Durante a premiação, a diretora de Políticas de Autonomia Econômica e Relações Sociais das Mulheres, da Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres (SNPM/MMFDH), Fernanda Marsaro, parabenizou o Banco da Amazônia pelos 15 anos do Amazônia Florescer, o maior programa de microcrédito produtivo e orientado da Região Amazônica. "Destaco a importância que o Basa dá aos microempreendedores e aos negócios de pequenos portes, especialmente às mulheres atendidas pelo Programa Amazônia Florescer Pra Elas em parceria com o Qualifica Mulher, que já investiu mais de R$ 42 milhões, atendendo 11,8 mil mulheres", disse.

"Sobre o projeto Qualifica Mulher, ele foi lançado em 2020 com a finalidade de estimular ações que promovam a ascensão econômica da mulher, além de oferecer capacitação de acordo com as necessidades de mercado locais. O intuito é contribuir com a empregabilidade e o desenvolvimento econômico e social das mulheres", completou Marsaro.

Pela SNPM/MMFDH, também esteve presente a diretora do Departamento de Políticas de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres, Grace Justa.

Qualifica Mulher

Instituído pela Portaria n° 3.175/20, o projeto forma uma rede de parcerias com o poder público e as instituições privadas. O objetivo é fomentar ações de qualificação profissional, trabalho e empreendedorismo para a geração de emprego e renda para as mulheres em situação de vulnerabilidade social.

Os eixos de atuação são o “Qualifica Capacita - qualificação e capacitação profissional”, o “Qualifica Empreende - capacitação para o empreendedorismo” e o “Qualifica Concretiza - caminho à empregabilidade e incentivo ao microcrédito para empreendedoras”.

"Com quase dois anos de projeto, o Qualifica Mulher está presente em cinco regiões do Brasil e alcançou mais de 300 mil mulheres, por meio de 142 projetos, entre convênios, fomentos, termos de execução descentralizada (TEDs) e acordos de cooperação técnica (ACTs)", enfatizou a diretora Fernanda Marsaro.

Acesse a página do projeto


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos