Foto: Ascom PM. Equipes estão dia e noite nas ruas de Macapá e Santana.

"Operação Impacto" intensifica policiamento na Região Metropolitana de Macapá

Estratégia reúne mais de 60 policiais militares e envolve trabalho preventivo, repressivo e ostensivo contra o crime organizado.

Desde a última sexta-feira, 20, a Polícia Militar do Amapá (PM/AP) mantém a "Operação Impacto", com o objetivo de prevenir crimes e encontrar suspeitos registrados no Centro Integrado de Defesa Social (Ciodes). A estratégia faz parte do combate ao crime organizado no Amapá.

Mais de 60 policiais estão nas ruas dos municípios de Macapá e Santana, que fazem parte da Região Metropolitana da capital, durante os três dias de operação com o trabalho preventivo, repressivo e ostensivo.

O trabalho da segurança foca nos bairros onde foram registrados, nestas últimas semanas, os crimes contra a vida e contra o patrimônio, como lesão corporal, homicídios e roubos, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de entorpecentes e circulação de pessoa foragidas da justiça.

"Cerca de 30 policiais estarão atuando durante o dia e mais 30 profissionais durante a noite em Macapá e Santana para repreender todo tipo de crime, da natureza desta operação, nestes dois municípios", explicou o porta-voz da Polícia Militar, capitão Edson Cavalcante.

A operação envolve o 1°, 2º, 4º, 6º e 8º batalhões da PM e os batalhões especializados de Operações Policiais Especiais (Bope), de Policiamento de Trânsito (BPTran), de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) e Força Tática.

“A operação combate a criminalidade com vistas a garantir maior segurança e paz social para a população do Estado do Amapá", finalizou o policial militar.

 

Por: Marcelle Corrêa


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos