Foto: Erich Macias O programa tem como foco a realização de cirurgias eletivas, que não são consideradas urgência.

Governo do Amapá inicia mutirão de cirurgias ortopédicas

Até o fim de fevereiro, a previsão é ter realizado 400 procedimentos. Para o programa, foram mobilizadas equipes, centros cirúrgicos, próteses, medicações e insumos.

O Governo do Amapá deu início nesta terça-feira (24) ao Programa Zera Fila, que fará, entre 25 de janeiro e 28 de fevereiro, 140 cirurgias ortopédicas a mais do que já é feito no Hospital de Emergências (HE) de Macapá e no Hospital de Clínicas Dr. Alberto Lima (Hcal).

De 1º de janeiro até o dia 20, foram realizados 256 procedimentos cirúrgicos ortopédicos de pacientes que estavam internados na rede pública. Nesta terça-feira, foi iniciada uma nova etapa do mutirão, com a transferência de 18 pacientes do pronto-socorro para o Hcal. A meta é chegar ao número de 400 cirurgias realizadas até o fim de fevereiro.

O programa tem como foco a realização de cirurgias eletivas. A medida foi adotada em função da alta demanda desse serviço, que, ao fazer o paciente aguardar vaga para o procedimento cirúrgico no Hcal, provoca, em muitos casos, a ocupação de leitos e corredores do HE de Macapá por um tempo considerado prolongado.

Para organizar a fila, foram mapeados 140 pacientes internados no HE e no Hcal, vítimas de acidentes de trânsito, de trabalho e domésticos, que precisam passar por cirurgias ortopédicas. Dentre os primeiros 18 pacientes já transferidos para o Hcal, 10 são homens e 8 são mulheres, com idades entre 16 e 72 anos.

“Esse mutirão está sendo realizado de forma a aplacar a dor e o sofrimento das pessoas e, de fato, reduzir a espera por cirurgias. A primeira etapa foi feita de forma emergencial e, agora, é algo mais organizado, pois já sabemos quem são esses pacientes. Estima-se que nós faremos cerca de 15 cirurgias por dia, a não ser nos casos em que haja ocupação da sala de cirurgia para procedimento de urgência”, disse o governador Clécio Luís.

Paralelos ao mutirão, os procedimentos, tanto do Hcal como do HE, continuam normalmente. No gabinete instalado dentro do pronto-socorro, também estiveram presentes, nesta terça-feira, o vice Teles Júnior, a secretária de Saúde, Silvana Vedovelli, e demais integrantes da equipe técnica do governo.

 

Por: Fabiana Figueiredo


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos