Foto: Márcia do Carmo/GEA
Projeto

Projeto "Impacto na Praça" oferece serviços e atrações culturais aos moradores do bairro das Pedrinhas

A programação aconteceu no sábado, 6, e contou com os moradores da Zona Leste da capital


Com o apoio do Governo do Amapá, o evento “Impacto na Praça” foi realizado no sábado, 6, para os moradores do bairro das Pedrinhas, oferecendo serviços nas áreas de saúde, cidadania e atividades recreativas para crianças. O encerramento contou com diversas atrações artísticas e culturais, promovendo integração e entretenimento para a comunidade.

A ação social aconteceu na Escola Estadual Maria de Nazaré Pereira de Vasconcelos, oferecendo serviços como aferição de pressão, massoterapia, atendimento clínico geral, corte de cabelo, designer de sobrancelhas e recreação infantil.

O evento, idealizado pela Cultura Gospel, conta com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura, da Secretaria de Estado da Pesca e do deputado estadual Rodolfo Vale.

A coordenadora do evento, Irmã Rizia, destacou a importância da iniciativa. 

“O ‘Impacto na Praça’ é um projeto que trabalha a ação social, apresentações artísticas e evangelização, sendo uma forma de mostrar a cultura cristã para o povo, além da igreja. Estamos na 5ª edição do evento, mas é a primeira vez com essa proporção grandiosa”, ressaltou Rizia.No segundo momento da programação, no píer do Santa Inês, diversas pessoas participaram de um grande "louvorzão" com shows de artistas locais, incluindo as bandas Plenitude, Asaf do Rei, Jeremias e Banda, Carlinhos e Banda, Atos, Eclesiastes, Arledson e Banda. O destaque foi o show nacional da banda pop rock gospel Novo Som, que possui 35 anos de trajetória.

O líder da banda Novo Som, Alex Gonzaga, falou sobre a satisfação de fazer parte da programação. 

"Para nós, é um privilégio participar do 'Impacto na Praça'. Queremos agradecer a todos que contribuíram para colocar a cultura cristã em evidência. Este não é um evento de cunho religioso, mas um evento que destaca a boa música e a palavra de Deus", reforçou Gonzaga.A Lei 0178/23 reconhece a cultura gospel como um segmento cultural. O idealizador da lei, pastor Paulo Nogueira, destacou a importância desse reconhecimento.

"Com esse projeto, foi possível avançarmos com o povo evangélico, principalmente na participação de todas as programações onde existem recursos para fomentar a cultura gospel. Estou muito feliz em estar em um momento de festa com Deus", destacou Nogueira.

Uma das participantes foi a técnica de enfermagem, Ieda Mendes, de 43 anos, pertencente ao Ministério da Quadrangular, há 7 anos.

"O evento é importante para toda a sociedade conhecer a cultura gospel. Aqui temos uma diversidade de ritmos musicais que ajudam a somar com a cultura", disse Ieda.Outra participante da programação foi a missionária da igreja Assembleia de Deus, Zinete Ferreira, de 55 anos, do município de Santana.

"A programação é maravilhosa, porque é uma oportunidade para quem não conhece a palavra de Deus", disse Zinete.

 

Por: Alice Palmerim


Veja fotos







O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos