Prisão

Polícia prende homem envolvido na morte e ocultação do cadáver de um caseiro da zona rural de Vitória do Jari


Nesta quinta-feira, 28, a Polícia Civil do Amapá, por meio da Delegacia de Polícia de Vitória do Jari, prendeu um dos suspeitos pelo homicídio de Antônio Carlos de Araújo, conhecido por Magal, de 53 anos de idade, que estava desaparecido desde 07/12/2021.

A prisão foi possível após a equipe de investigação conseguir identificar os suspeitos do crime e a população denunciar o paradeiro dele através do disque-denúncia.

De acordo com o Delegado Erivelton Clemente, os dois suspeitos, que são irmãos mataram a vítima.

"O suspeito preso confessou a participação no homicídio e indicou o local onde, com a ajuda do seu irmão, fez uma cova e enterrou a vítima num sítio localizado na Zona Rural, na Comunidade Sem Terra, em Vitória do Jari. Os restos mortais da vítima foram encontrados em avançado sinal de decomposição. Deu pra perceber uma lesão no crânio, como se tivesse sido feita por um objeto contundente, apesar do suspeito ter dito que a vítima foi morta com um golpe de mata leão. O cadáver da vítima será periciado e depois será liberado para a família fazer o sepultamento", disse o Delegado.

O Delegado informou ainda que, em Laranjal do Jari, o suspeito foi preso em cumprimento de mandado de prisão temporária pelo crime de homicídio. Já em Vitória do Jari, ele foi preso em flagrante por ocultação de cadáver, após indicar o local onde a vítima foi enterrada. O caso praticamente está concluído, faltando apenas a prisão do outro suspeito. As diligências irão continuar nesse sentido.

A vítima trabalhava como caseiro num sítio, tendo o seu desaparecimento sido informado à Polícia por seu patrão. A motivação do crime teria sido um dinheiro que devia ao suspeito que ainda está foragido.

A ação policial contou com o apoio da 1ª Delegacia de Polícia de Laranjal do Jari, da Força Tática e do Exército Brasileiro, que realizou o deslocamento das equipes pelas ruas alagadas da cidade de Laranjal do Jari.


O que achou desta notícia?