Peixe-elétrico, que pode matar até cavalo, assusta banhistas no Amapá; área é habitat da espécie

Caso aconteceu no Curiaú, onde quase 100 indivíduos basearam estudos que levaram a um maior conhecimento da espécie. Pesquisador destaca que contato com o poraquê pode ser fatal.

Um vídeo nas redes sociais flagrou um peixe-elétrico da Amazônia próximo de banhistas numa área protegida do Amapá. Os visitantes ficaram assustados já que a espécie pode liberar descarga elétrica capaz de matar até um cavalo. Especialista ouvido pelo g1 explica quais são os cuidados necessários para manter a segurança.

A gravação circulou nas redes sociais no fim de semana, mas não foi possível saber quando o flagrante foi registrado. O vídeo foi no balneário público que fica na Área de Preservação Ambiental (APA) do Quilombo do Curiaú, na Zona Norte de Macapá. O local é habitat de peixes-elétricos.

Nas imagens gravadas pelos banhistas é possível ver o animal nadando próximo a superfície, o que assustou os visitantes, que saíram da água temendo o ataque da enguia.

Peixe-elétrico assusta banhistas no Amapá; Curiaú é área natural da espécie — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Peixe-elétrico assusta banhistas no Amapá; Curiaú é área natural da espécie — Foto: Reprodução/Redes Sociais

 

Fonte: G1-AP


O que achou desta notícia?