Crédito, Getty Images

Saiba como o açaí pode ser aliado no controle das taxas de colesterol

Tradicional fruto amazônico possui grandes benefícios para a saúde, mas é preciso ter cautela com acompanhamentos comuns na mesa do amapaense, como charque e calabresa.

Tão tradicional na mesa dos amapaenses, o açaí pode ser um aliado no controle das taxas de colesterol, que é um tipo de gordura presente em nosso organismo, sendo responsável pelo transporte das substâncias, por formar os hormônios e também desenvolver o Sistema Nervoso Central.

Para entender como o fruto amazônico pode ajudar neste controle, é importante saber que existem dois tipos de colesterol: o bom (HDL) e o ruim (LDL).

O colesterol bom é aquele que trabalha para eliminar as gorduras do organismo, sendo responsável pelo bom funcionamento do corpo. Já o colesterol ruim é assim conhecido porque apresenta riscos para a saúde, pois se acumula nas paredes dos vasos sanguíneos e pode gerar problemas cardiovasculares.

De acordo com a nutricionista do Hospital das Clínicas Alberto Lima (Hcal), Aline Bentes, o consumo do açaí aumenta as taxas de colesterol bom no organismo. Entretanto, os acompanhamentos tão tradicionais nas mesas amapaenses devem ser evitados.

“Embora o açaí seja um aliado da saúde, acompanhamentos como calabresa, mortadela ou charque, são alimentos que acabam prejudicando o organismo”, detalha Bentes.

A nutricionista explica que a população não deve abolir o colesterol da alimentação, mas sim tomar o devido cuidado para que as taxas ruins não saiam do controle. O colesterol total deve ser sempre até 200 mg/dL, sendo um colesterol bom acima de 40 mg/dL e ruim abaixo de 130 mg/dL.

“Os alimentos industrializados são os principais fatores para o aumento do colesterol ruim no organismo, por isso, devemos ter um cuidado redobrado com o consumo de carnes processadas, biscoitos de pacote e bolos industrializados”, acrescenta a servidora.

 

Texto: Ascom Sesa


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos