Promotores de Justiça são removidos para as Promotorias da Educação, Patrimônio Público e 3ª Criminal de Macapá


Na 374ª Reunião Ordinária do Conselho Superior do Ministério Público do Amapá (CSP/MP-AP), realizada, de forma híbrida, nesta segunda-feira (23), três promotores de Justiça foram removidos pelo Colegiado para as Promotorias da Educação, Patrimônio Público e 3ª Criminal de Macapá.

WhatsApp Image 2023 01 23 at 12.04.42

Terão novas funções institucionais os promotores de Justiça: Iaci Pelaes, para a titularidade da Promotoria de Educação, Tiago Diniz, que irá para a 3ª Promotoria de Justiça Criminal de Macapá e Anderson Batista, que assume a 3ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, da Probidade Administrativa e das Fundações.

A reunião foi conduzida pela presidente do Conselho Superior do MP-AP, procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei, com participação dos conselheiros e procuradores de Justiça: Jair Quintas, corregedor-geral do MP-AP; Nicolau Crispino, subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Administrativos e Institucionais (de forma virtual); Joel Chagas e Estela Sá, corregedora-geral adjunta (que participou on-line); bem como, do secretário do CSMP, promotor de Justiça Vinícius Carvalho.

WhatsApp Image 2023 01 23 at 10.26.47

Prestigiaram as remoções: a procuradora de Justiça Judith Teles; o chefe de gabinete da PGJ e secretário geral do MP-AP, promotores de Justiça Paulo Celso Ramos e Alexandre Monteiro, respectivamente; e os promotores de Justiça: Gisa Veiga, Fábia Nilci, Laércio Mendes e Neuza Barbosa. A Reunião do Conselho foi transmitida pelo Canal do MP-AP na plataforma eletrônica YouTube.

WhatsApp Image 2023 01 23 at 10.26.46 2

Os conselheiros discorreram sobre as qualidades técnicas, competência e trajetória dos removidos. O Colegiado ressaltou a importância nessa movimentação na carreira ministerial e foram unânimes nos votos de sucesso aos membros com novas atribuições. Os três promotores de Justiça garantiram empenho no desafio profissional e agradeceram ao CSMP.

"Agradeço à PGJ do MP-AP, Ivana Cei, pela oportunidade de ser titular de uma Promotoria tão desafiante como a Defesa da Educação. Nosso papel, como promotores de Justiça, é cobrar resultados que signifiquem melhoria dos serviços prestados à sociedade amapaense", frisou Iaci Pelaes.

20230123 114103

A PGJ agradeceu ao Conselho Superior pelos avanços da sua administração, como o concurso público para membros substitutos, o que possibilitou que a gestão executasse essas movimentações que reforçam a instituição, ressaltando que os três promotores de Justiça são intelectualmente e tecnicamente muito preparados. Além disso, parabenizou os removidos pelo novo passo na carreira ministerial.

"O Ministério Público estará como sempre esteve, forte e unido. Vamos agir onde tem que agir, pois esta é nossa missão e vamos fazer da melhor forma possível", destacou Ivana Cei.
Texto: Ana Beatriz Peres e Elton Tavares


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos