Divulgação
SENAI Amapá formaliza acordo de Cooperação Técnica com Receita Federal

SENAI Amapá formaliza acordo de Cooperação Técnica com Receita Federal

A parceria com a Receita Federal é realizada por meio do programa Receita Cidadã A parceria com a Receita Federal é realizada por meio do programa Receita Cidadã 


O encontro na sede do órgão no Amapá teve como principal pauta a assinatura do documento que institui a cooperação com o SENAI Amapá. O objetivo é fazer a destinação funcional de produtos falsificados apreendidos em operações para que sofram descaracterização de marca pelos alunos dos cursos da área de vestuário e possam ser doados. 

Alyne Vieira, diretora de Operações do SENAI, destaca que além de ser pautado nos conceitos de ESG, também vai ajudar pessoas e instituições de acolhimento. “Os itens encaminhados em vez de serem incinerados serão refeitos pelos alunos e ganham nova utilidade de forma sustentável”, reforçou. 

“As apreensões de roupas e eletrônicos falsificados é comum em nosso estado e estes produtos precisam ter uma destinação correta, por isso o projeto do SENAI é importante. Não só porque esses produtos imitam patentes de marcas, mas também porque a sociedade amapaense ganha com a doação das peças”, declarou o delegado titular da Receita Federal no Amapá, Adelmo Freires Gomes. 

A descaracterização dos objetos será feita pelos alunos e instrutores da área de vestuário e moda do SENAI Amapá no projeto Sustentabilidade é Moda.  

 

O projeto 

Tendo como base as pautas de ASG - Ambiental, Social e Governança, e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, o projeto utiliza a técnica de Upcycling. A prática de moda consiste em reaproveitar matérias existentes, como tecidos, aviamentos e roupas, que eram caracterizadas como lixo e reciclar. Além disso, é usada para realizar a descaracterização de marca de roupas.  

Para a instrutora de Moda, Eliane Costa, a moda e o luxo não ficam de fora das customizações. “Ao realizar esse trabalho estamos evitando a circulação de peças falsificadas, que imitam outras marcas e transformando o que seria lixo em moda e roupas que poderão ser usadas pelas pessoas”, detalhou.  

Durante o processo é feita a retirada de etiquetas, marcas e logomarcas em evidência, e o material será reutilizado, além do vestuário, outros itens, como, calçados e jeans. Esse conjunto de ações e boas práticas são socialmente conscientes, sustentáveis e corretamente gerenciadas. 

 

O programa Receita Cidadã 

A Receita Federal utiliza o processo de destinação de mercadoria para contribuir com a gestão ambiental, ecoeficiência e responsabilidade social com ações benéficas para toda a sociedade. Nesse processo, a instituição, com a ajuda de parceiros, modifica as características de determinados itens apreendidos, transformando-os em produtos de grande valor para a sociedade.  

Itens como vestuário e alguns eletrônicos são reaproveitados de forma sustentável, minimizando o impacto negativo no meio ambiente, e posteriormente doados para projetos sociais. 

Publicidade

Veja fotos

Divulgação




O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos