Guilherme Toldo vai jogar o Grand Prix de Florete em Turim – Foto: Marina Ziehe/COB.
Brasil tem 13 esgrimistas em ação neste final de semana em competições pela Europa e América do Sul

Brasil tem 13 esgrimistas em ação neste final de semana em competições pela Europa e América do Sul

Na reta final de classificação olímpica, pontos destes eventos podem ser fundamentais para garantir vaga em Paris 2024


Um final de semana repleto de desafios internacionais para os esgrimistas do Brasil. A partir desta sexta-feira (8), 13 atletas estarão em ação em quatro torneios do calendário da Federação Internacional de Esgrima (FIE), três na Europa e um na América do Sul. Alguns resultados ganham uma importância ainda maior, por ser reta final de classificação olímpica.

Será a antepenúltima oportunidade de pontuar individualmente antes do fechamento do ranking. No caso de equipes – onde o Brasil ainda mantém esperanças reais de classificação no florete masculino – haverá apenas mais um torneio contando pontos. Nesta arma, por exemplo, o duelo de vida ou morte vai acontecer no final deste mês, no Cairo, capital do Egito.

Nos eventos deste final de semana, o foco é mesmo pontuar individualmente. E ninguém tem mais chances de garantir vaga direta pelo ranking do que a campeã mundial de 2019 na espada, Nathalie Moellhausen. Sétima no ranking olímpico, ela lidera a disputa pela vaga continental e pode ficar em situação muito confortável em caso de bom resultado na Copa do Mundo de Barcelona, competição que ela venceu no ano passado.

Ao lado dela, outras cinco brasileiras participam da disputa, com destaque para Victoria Vizeu, que ficou no Top 20 do último Grand Prix, em Doha, no Catar. Maria Rita de Camargo, Maria Carolina Guimarães, Gabriela Portugal e Marcela Silva completam a lista de brasileiras no evento.

Em Turim, o Grand Prix de Florete terá quatro brasileiros nas pistas. Guilherme Toldo, número 26 no ranking olímpico, tem posição bem privilegiada na corrida para os Jogos. Se o Brasil conquistar vaga por equipes, deverá ser o líder do time em Paris. Caso o Canadá fique com a vaga, ele deve conquistar o posto individual, já que os Estados Unidos tem vaga praticamente assegurada como um dos quatro melhores do ranking mundial.

No feminino, Bia Bulcão e Mariana Pistoia, que estarão jogando em Turim, seguem na briga por vaga pelo ranking. Pistoia, vencedora do ranking nacional de 2023, tem a vaga do Pré-Olímpico, no início de abril, em San José, na Costa Rica. Carolina Brecheret também disputa o torneio desta semana na Itália.

Por fim, o sabre. Luana Pekelman e Karina Trois seguem brigando por vaga olímpica e estarão em ação na Copa do Mundo de Lima, no Peru. Karina já assegurou vaga no Pré-Olímpico, assim como Henrique Garrigós no masculino. Ele e Enrico Pezzi estarão em ação na Copa do Mundo de Tbilisi, na Geórgia.

Publicidade



O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos