Foto: José Baía
Concurso Público

Edital de concurso público para o Corpo de Bombeiros Militar é lançado com 1.500 vagas de cadastro reserva

Sob organização da Fundação Carlos Chagas, as provas ocorrerão no dia 24 de julho. Candidatos podem se inscrever a partir das 10h de 09 de maio.

O governador, Waldez Góes, assinou, nesta quinta-feira, 28, o lançamento no Diário Oficial do Estado do edital do concurso para soldado combatente do Corpo de Bombeiro Militar do Amapá (CBM/AP), com abertura de 1.500 vagas de cadastro reserva. A taxa de inscrição é de R$ 100,00.

As inscrições acontecem no período de 09 de maio a 10 de junho. A prova objetiva está prevista para ser realizada no dia 24 de julho com 60 questões, sob organização da Fundação Carlos Chagas (FCC).

O exame de conhecimento (1ª fase), de caráter eliminatório e classificatório, terá duração de 4 horas e abrangerá conteúdos Língua Portuguesa, Matemática, Física, Química, Biologia, História do Amapá, Geografia do Amapá, Noções de Informática, Noções de Direito e Legislação Específica dos Bombeiros Militares.

O concurso terá, ainda, outras cinco fases: exame documental; avaliação física; avaliação psicológica; avaliação de saúde; e investigação social. De acordo com o cronograma, a publicação do Resultado Definitivo da 1ª fase será no dia 30 de agosto.

LEIA AQUI O EDITAL

Para ampliar as oportunidades de participação no certame, o governador Waldez sancionou, no mês de abril, a Lei Complementar nº 0139, que atualiza as exigências de escolaridade, idade e altura mínima para ingresso na corporação.

Para estar habilitado, o candidato necessita, no ato da matrícula, ter ensino médio ou equivalente (antes, exigia-se nível superior) e ter a idade mínima 18 anos no ato da inscrição do Curso de Formação de Soldados e de 30 anos no ato da inscrição no concurso. O prazo de validade do certame, que é de 2 anos, prorrogável por igual período.

Outra mudança é que o Curso de Formação de Soldados passa a ser de nível superior, como Tecnólogo de Segurança Pública e Defesa Social. A remuneração bruta durante o curso de formação é de R$ 2.827,00 e, após a conclusão, já como Soldado Combatente, o provento inicial passa a ser de R$ 5.313,18, além do auxílio alimentação de R$ 500,00 e outros R$ 1.600,00 anuais de auxílio fardamento.

A altura mínima exigida, agora, é de, descalço e descoberto, 155 cm, para mulheres, e 160 cm para os homens, que é a altura estipulada pelas Forças Armadas.


O que achou desta notícia?