Amapá reúne sabores de todo o Brasil no Festival Enchefs 2022

Aberto ao público, o evento acontece até esta quinta,11, de 17h às 23h ao lado do Teatro das Bacabeiras, apresentando gastronomia brasileira a preço popular de R$ 20.

A abertura do Festival Enchefs Brasil foi sucesso de público e degustação em Macapá. Até a próxima quinta-feira, 11, das 17h às 23h, população e turistas poderão saborear o melhor da gastronomia amapaense e de diversas regiões do país, ao preço popular de R$ 20. A estrutura foi montada ao lado do Teatro das Bacabeiras. A realização é do Instituto Multidisciplinar de Recife e da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

O Governo do Estado patrocina a programação com investimento de R$ 500 mil e apoio com de infraestrutura, logística, atrações musicais, além da realização da Feira de Artesanato, com 40 artesãos, por meio da Agência de Desenvolvimento Econômico e das secretarias de Estado da Cultura (Secult), Turismo (Setur) e Trabalho (Sete).

O servidor público Carlos Nilson disse que sempre que possível participa de eventos gastronômicos promovidos no estado, pois é atraído pela qualidade dos pratos e preços acessíveis. Apesar das diversas opções, optou pela boa e peculiar culinária amapaense.

“Essa proposta de prato: camarão empanado, peixe e caranguejo, está super aprovada. Também já comprei aqui um café produzido a partir do caroço de açaí, que achei muito interessante. E ainda devo degustar outros pratos e apreciar o artesanato”, revelou o professor da rede estadual.

O evento faz parte das programações gastronômicas nacionais que estão sendo sediadas no Amapá esta semana: o Festival Enchefs Brasil, o Fórum Brasileiro de Gastronomia e o Prêmio Nacional Dólmã, considerado o Oscar da gastronomia nacional.

A programação reúne técnicos, especialistas, chefes de cozinha e autoridades do setor, incentivando o turismo, promovendo troca de culturas e movimentando a economia local.

A artesã Flávia Luz está expondo no festival suas artes em pintura em madeira e decoupagem em garrafas de vidro, segunda ela, o festival superou suas expectativas e enfatizou a importância desse incentivo para artesãos empreendedores de diversas outras áreas que estão participando do evento.

“Neste primeiro dia já tivemos muitas visitas no estande, vendas e encomendas”, comemorou.

Concursos de gastronomia

A programação também conta a realização do Concurso Brasileiro de Coquetelaria com representantes de todo país, Cozinha Show com apresentações a quatro mãos com os vencedores dos concursos estaduais de todas as unidades da federação.

Com o tema “Gastronomia Brasileira - Saberes e Sabores no Meio do Mundo”, o Cozinha Show, apresentou ao público, no primeiro dia de evento, o preparo de diversos pratos a quatro mãos, com dois Chefs de Cozinha por estado e distribuição de 20 vinte degustações por apresentação para o público inscrito. Cerca de 30 chefes de cozinha preparam diversas iguarias.

O Chef Alcyr Viana, do estado de Goiás, disse ter ficado impressionado com a beleza e riqueza do estado do Amapá e grato pela oportunidade de participar do festival.

“As aulas shows de gastronomia reúnem profissionais do Brasil inteiro que apresentam ao público culturas, histórias e sabores”, enfatizou.

O presidente da Abrasel, Yukio Nagano, frisou que o evento posiciona o Amapá como a sede da Gastronomia durante essa semana.

"No evento contamos com 10 empresas do setor de alimentação apresentando inovações da culinária amapaense e ainda estamos recebendo chefes embaixadores de outros estados, apresentando a fusão de sabores e aromas de pratos tradicionais de diversas regiões do país”, explicou Nagano.

Prêmio Nacional Dólmã

Na sexta-feira, 12, em um espaço de eventos, acontecerá a 7ª edição do Prêmio Melhores da Gastronomia. A premiação reconhece 17 empresas que se destacaram em seus segmentos no ano de 2022

Também, será feita seleção dos chefs embaixadores que terão a responsabilidade de incentivar a gastronomia, garantir o intercâmbio entre os os chefes de cozinha e cuidar das diretrizes das próximas edições dos eventos nos demais estados.  Cada estado seleciona três finalistas para concorrer à disputa. O evento será fechado.

Nova Economia

Com a movimentação gerada pelos eventos, a expectativa é injetar R$2 milhões na economia local, gerando oportunidades de emprego e renda.

A ação está dentro do Plano da Nova Economia do Amapá, um conjunto de políticas para um novo e mais eficiente modelo de desenvolvimento econômico para o Estado.

 

Por: Nathacha Dantas


O que achou desta notícia?