Casa Inteligente é tema de oficina da 10ª Feira de Ciências e Engenharia do Amapá

Exposição demonstrou as novidades no mercado de automação residencial.

A 10ª edição da Feira de Ciências e Engenharia do Amapá (Feceap) trouxe nesta sexta-feira, 23, aos professores orientadores e participantes do evento, a oficina “Casa Inteligente”, com o objetivo de demonstrar as novidades no mercado de automação residencial.

Ministrada por Danniel Almeida e Bernar Uliana, da Equipe Guide PC Gamers, a oficina mostrou como criar uma casa inteligente com sistema arduíno ou com equipamentos comprados pelo mercado, suas vantagens e desvantagens, bem como os principais produtos e novidades desse meio. 

Danniel Almeida salientou que nem todos os usuários se adaptam da mesma maneira à utilização das interfaces da automação, mas o recurso está crescendo, inclusive para a terceira idade. “Um exemplo claro são os idosos e portadores de necessidades especiais, um público com visibilidade crescente no setor de tecnologia, tanto que o nosso segmento está concebendo a noção de automação assistiva, específica para esses públicos”, pontuou.

Entre as vantagens de uma casa inteligente, há a possibilidade de ter o controle total dos aparelhos, conforto, acessibilidade, segurança física e economia. Por outro lado, as desvantagens ocorrem devido a instabilidade na internet, mais vulnerabilidades e redes wifi congestionadas. Bernar Uliana exemplifica como os dispositivos e inteligência local podem melhorar a rotina do usuário.

“Por exemplo, o dispositivo detecta que já estou chegando em casa e já liga a central de ar, coloca a cafeteira para funcionar, otimiza o tempo. Ou programa para desligar, gerando assim economia de energia”, observou Uliana. 

Há vários produtos para montar uma Casa Inteligente e a escolha depende da preferência de cada usuário. Os mais comuns são: lâmpada, caixa de som, interruptor inteligente, câmeras de segurança, sensores de presença, aspirador robô, fechadura inteligente, entre outros. Para Socorro Torres, organizadora da Feceap, a casa inteligente é um novo recurso educativo.

“Além do conforto em casa, também podemos utilizar esses dispositivos na educação, com atividades sociais e recreativas. Quero parabenizar os professores por essa contribuição na nossa feira de ciências em um tema tão importante”, finalizou uma das organizadoras da Feceap.

Por Caroline Mesquita


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos